segunda-feira, 20 de julho de 2015

Resenha: Solitária - Alexander Gordon Smith #MLI2015

Quando mandaram a Sala Dois pelos ares, Alex, Zê, Gary e Toby acreditaram ter alcançado a tão sonhada liberdade. Porém, o que parecia um sonho acabou se transformando em um de seus piores pesadelos. A explosão os jogou nas profundezas de Furnace. Nada de ar puro, apenas escuridão e labirintos de pedra. Com os guardas e o diretor da prisão em seu encalço, os garotos sabem que é uma questão de tempo até voltarem para a cela. O verdadeiro horror de Furnace só está começando. Recapturados, eles agora precisam encarar a solitária - nada mais que um buraco no solo com apenas uma porta, trancada pelo lado de fora e vigiada pelos ternos-pretos e pelos temidos Ofegantes. Seu destino? Serem devorados pelos ratos que povoam as entranhas de Furnace, enlouquecer dentro da cela úmida ou... tentar escapar novamente.

Avaliação: ☻☻☻☻☺ (4/5)                              264 Páginas                                  Benvirá

Queria ler esse livro desde que li o seu anterior ano passado, nessa mesma época, aquele final não foi fácil para mim, e me deixou com expectativas altíssimas para a sua continuação. Se o primeiro já dava sensação de angustia, Solitária causa claustrofobia.

No final de Encarcerados, Alex e mais três amigos conseguiram escapar da Furnace com a ajuda de Donovan, recém saído do laboratório que o transformou em um terno-preto, e foram parar no rio que corre nas profundezas da penitenciaria, porém se eles achavam que o pior tinha ficado para trás, descobriram que Furnace é o paraíso perto do que tem fora dela.

Não sabíamos aonde ele daria. Tampouco nos importava. Qualquer lugar que não fosse Furnace estaria ótimo para nós.
Pelo menos, pensávamos assim.

Encarcerados foi uma dessas raras leituras que te sufocam, angustiam, aterrorizam, prendem, porém são rápidas. Solitária continuou nessa linha, porém o sufoco transformou-se em claustrofobia, o sentimento mais presente no inicio do livro é a falta de ar, apesar de você estar em um lugar cheio de oxigênio em volta, parece que você não o está inalando, parece que está no lugar do Alex, a realidade das emoções do protagonista continua forte.

Quando vocês está apavorado - e com isso quero dizer realmente apavorado, não apenas com medo por ter escutado um ruído à noite ou de encarar alguém com o dobro do seu tamanho que quer joga-lo no chão -, parece que a própria escuridão corre em suas veias. É como se uma água escura tão fria quanto o gelo se infiltrasse em seu corpo. Onde antes costumavam estar seu sangue e sua essência, extraindo todos os outros sentimentos de você, enquanto o consome dos pés à cabeça. Você fica oco por dentro.

Infelizmente, parece que o segundo livro perdeu a mão no quesito "aterrorizar", Enquanto no primeiro eu fechava os olhos, parava a leitura, olhava em volta, ficava com medo da visão da linha seguinte, do que viria, nesse aconteceu pouquíssimas vezes, não sei se o escritor ficou mais bonzinho, ou se por já se ter visto tanto em Encarcerados que me deixou vacinada - bem possível ser a segunda opção, já que surgiram novos elementos na trama. Aliás, sempre tem algo surgindo, o livro nunca para, a todo momento há algo acontecendo, não deixe-se enganar pelas 264 páginas, elas são muito bem aproveitadas.

Assim como o tempo perdera o significado, a realidade e a sanidade também. E, quando tudo o mais é arrancado de você, é você que passa a não ter mais significado. Você simplesmente deixa de existir.

Solitária segue a mesma linha do seu ótimo antecessor, mesmo com menos doses de mistério consegue cativar e prender o leitor em uma leitura rápida e densa, com um final impactante que lhe faz correr para o próximo, mesmo sem ainda ter recuperado o fôlego.


12 comentários:

  1. Vejo muitos comentários sobre essa série e tenho muita curiosidade de ler. Mas morro de medo haha
    Adorei a resenha, espero poder superar esse meu receio e poder desfrutar da história.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haja não tenha medo, acredite em mim, ela só deixa tenso, sou uma medrosa também. Espero que um dia leia!
      Beijos.

      Excluir
  2. Oie,

    Hey eu não conhecia essa série, pelo que percebi é um suspense com um toque de terror ou um terror com toque de suspense? Não sou muito fã de terror, então acho que deixo a leitura passar.

    Mayla
    Meulivromeutudo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Não vejo muito terror no livro, mas se tiver é suspense com toque de terror haha
      O importante é ler o que se gosta.
      Beijos.

      Excluir
  3. Não li o anterior, mas a resenha me deixou bem curiosa em relação a história e a temática do livro.
    Bjs, Isabella
    http://pausaparaconversa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, acho que você pode ter pego alguns spoilers :/
      Caso leia, espero que goste!
      Beijos.

      Excluir
  4. Oii!

    Eu sou extremamente medrosa sabe? O unico livro que li desse genero foi Mascara e foi super dificil para mim hahahaha;
    Achei triste o autor ter deixado esse livro mais leve pois tira a expectativa né?
    Enfim, gostei da sua sinceridade :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Também sou bem medrosa, sei como é, o mais perto que chego são esses suspenses haha.
      Sim, aí você pensa "se ele já deixou mais leve o segundo, como ficará o terceiro?"
      Obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  5. Oie, tudo bom?
    Fiquei em dúvida se leria o livro ou não. Gosto de suspense, mas odeio terror porque sou muito medrosa...rs. Não conhecia essa série ainda, mas é uma dica bacana para quem curte o gênero.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo sim!
      Acredite em mim, leia tranquila, ele seria classificado como suspense se fosse um filme, em nenhum momento ele transmite medo, só apreensão.
      Beijos.

      Excluir
  6. Olá, eu não conhecia o livro ainda e nossa como fiquei interessada nele agora, é bem do jeitinho que eu gosto. Parabéns pela resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, espero que goste da leitura!

      Excluir